Você conhece a Síndrome do Jaleco Branco?

Você já ouviu um amigo ou conhecido mencionar que tem medo de tomar injeção, de extrair a espícula de uma unha encravada, de ir ao dentista e ouvir o barulho do motor de seus equipamentos, de ir ao posto de saúde, pronto socorro, hospital ou até mesmo de uma simples aferição da pressão arterial?

Estes medos são muitos comuns em pessoas que sofrem da Síndrome do Jaleco Branco. Este transtorno psicológico surge pois a pessoa passa a associar o uniforme branco dos profissionais de saúde com dor, agulha, remédio, alimentação ruim de hospital, sangue e até morte.

Nestes casos, os pacientes podem sofrer com sudorese, ânsia de vomito, tremores, tensão muscular, visão turva, a pressão arterial se eleva ou cai, desmaios, e há um desencadeamento de pânico e ansiedade, só pelo fato de o profissional de saúde estar ali, diante dela.

Para que o paciente relaxe antes, durante ou depois da consulta, consequentemente diminuindo os sintomas mencionados acima, muitos profissionais de saúde optam pela aromaterapia com óleo essencial de lavanda.

Este óleo, além de auxiliar nos tratamentos de ansiedade e depressão, ajuda a relaxar os músculos, acalma as tensões, melhora o sono e auxilia no aspecto geral de bem-estar.

O óleo essencial de lavanda pode ser utilizadas das seguintes formas:

Difusor elétrico: Pingue 10 gotas para cada 100 ml de água, repetindo quantas vezes forem necessárias.

No box do chuveiro: De 5 a 15 gotas do óleo pingadas no chão, o vapor da água quente do chuveiro, adicionada à própria evaporação natural do óleo, farão a diferença no seu banho.

Inalação em tecido: 02 gotas em uma toalha pequena ou lenço (inalando por alguns minutos)

Inalação com colar difusor aromático: 02 a 03 gotas para ser usado durante todo o dia.

Então, ao saber que vai ao encontro de um agente de saúde, use as diversas formas da aromaterapia ao seu favor com o óleo essencial de lavanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *