A relação entre o câncer de mama e os cuidados com unhas e cutículas

O câncer de mama é a principal causa de mortalidade entre mulheres atualmente no Brasil. É também uma das neoplasias mais temidas por elas, não só pela alta frequência, mas também por afetar a própria percepção da mulher em relação ao seu corpo. A abordagem terapêutica do câncer de mama envolve cirurgia (mastectomia radical ou conservadora e linfadenectomia), quimioterapia, radioterapia e hormonioterapia.

Em algumas cirurgias de câncer de mama, há um procedimento feito no linfonodo axilar, para esvaziamento ou retirada deles. Estes linfonodos são ricos em células de defesa, como uma sentinela do nosso organismo frente a agentes agressores. Este procedimento pode, então, inibir a proteção do corpo, deixando-o mais vulnerável para infecções.

Considerando que as cutículas agem como um envelope protetor em nosso corpo, bloqueando o meio externo do interno, pacientes que passam por estes procedimentos nos linfonodos normalmente recebem a orientação médica de não retirar as cutículas das unhas, pois já estão com o sistema de defesa enfraquecido.

Além da retirada de cutículas, o ato de roer unhas, mordiscar a pele nos ‘cantinhos de unha’, ou até mesmo ferir suas cutículas por falta de hidratação, já que elas ressecam e racham, também são fatores importantes e preocupantes neste momento.

Outro tratamento que diminui a imunidade do paciente, consequentemente aumentando o risco de infecções, é a quimioterapia. Os fatores mencionados acima sobre retirada de cutículas e peles ao redor das unhas devem ser vistos com atenção durante o tratamento quimioterápico também. Algumas drogas utilizadas durante este tratamento podem inclusive escurecer as unhas e deformá-las. As células da matriz da unha tornam-se sensíveis aos efeitos da droga utilizada para cada caso.

Durante a quimioterapia ou radioterapia a pele sofre também com ressecamento, coceiras e até escurecimento. As unhas ficam ressecadas, fracas e podem se descolar por completo. Por isso não é recomendado que estes pacientes tirem as cutículas.

Para evitar o ressecamento das unhas e cutículas, além de deixá-las com uma boa aparência para evitar a retirada das cutículas, o ideal é utilizar um creme hidratante e fortalecedor específico para essa área. Lembrando que o sistema imunológico dos pacientes está enfraquecido e o ideal é somente lixar e hidratar, tendo cuidados extremos com perfuro cortantes.

Muitos pacientes também reclamam do escurecimento das unhas e neste caso acabam esmaltando para ‘maquiar’ a aparência. Neste caso, temos duas dicas: utilização de esmaltes hipoalergênicos e não utilizar acetona (opte por removedores de esmaltes acrescidos de óleos em sua composição).

Para auxiliar pacientes em tratamento oncológico, a Pro Unha doará 1 unidade de Pro Unha Tea Tree Cream (fortalecedor de unhas e hidratante de cutículas) a cada 1 unidade do mesmo produto vendida em nossa loja virtual durante todo o mês de Outubro/2020. A doação será feita para o Instituto ABIHPEC, que beneficiará as pacientes em tratamento oncológico participantes do programa De Bem com Você – A Beleza Contra o Câncer.

O programa tem como objetivo oferecer gratuitamente oficinas de automaquiagem para mulheres que estão em tratamento oncológico, a fim de proporcionar uma melhora na aparência comprometida pelo tratamento, e como consequência elevar a autoestima e promover qualidade de vida durante e pós-tratamento.

Conheça mais sobre o programa aqui.

Já conhecia estas relações entre o câncer de mama e os cuidados com unhas e cutículas? E sobre o programa De Bem com Você?

Conte para a gente aqui nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *