3 cuidados com as unhas que você precisa ficar atenta no salão

Ir ao salão para fazer as unhas ou tratar os cabelos é uma terapia para muitas mulheres. Além de ser um momento precioso para cuidar da beleza com profissionais da área, o salão proporciona boas conversas e muita descontração.

Porém, o que muitas mulheres esquecem é que algumas doenças como infecções bacterianas, hepatite B e até mesmo a Aids (HIV) podem ser transmitidas no momento de cuidar das unhas no salão de beleza. Os principais motivos que podem colocar a pessoa em risco é o uso do mesmo alicate por várias clientes – sem a esterilização adequada – e o compartilhamento de lixas, palitos e recipientes para as mãos e os pés.

Por isso, é importante ficar atenta ao fazer as unhas no salão. Para te ajudar a entender melhor quais são os principais riscos, listamos três cuidados com as unhas que você precisa ficar atenta no salão.

Observe a higiene dos materiais utilizados

Ao chegar ao salão de beleza, um dos cuidados com as unhas que você deve ter é verificar se o local se preocupa com a higiene dos materiais utilizados para fazer as unhas das clientes. O alicate, item indispensável, precisa ser esterilizado em autoclave, isto é, esterilização a vapor, com tempo médio de 30 minutos.

Os recipientes de água usados para amolecer as cotículas devem ser, de preferência, de plástico descartável, pois por meio deles pode se contrair doenças fúngicas como as temidas micoses. Além disso, é interessante perguntar para a sua manicure se as lixas e os palitos são descartáveis, bem como observar se as toalhas estão devidamente limpas.

Levar o próprio esmalte para o salão é um dos cuidados com as unhas que você precisa começar a ter

Ao ir cuidar das unhas no salão, também é interessante que as mulheres comecem a pensar em levar o seu próprio esmalte e resistir as inúmeras opções de cores disponíveis no local. O risco de um esmalte transmitir doenças causadas por fungos ou bactérias existe, mas é menor se comparado aos outros materiais utilizados no salão. Porém, se o esmalte for aplicado na unha de uma pessoa não sadia, há a possibilidade da próxima cliente do salão ser contaminada, mas isso dependerá da imunidade de cada um.

Apesar do risco ser menor, ao decidir levar o próprio esmalte para o salão como uma forma de ter cuidados com as unhas, você terá a vantagem de retocá-las caso elas borrem ou descasquem, além de ter a certeza de que o esmalte está dentro do prazo de validade e livre de acetona – prática comum para deixá-lo mais fino ou fluido, o que não é indicado pelos especialistas.

Proteja suas unhas com as cutículas

Atualmente, é muito comum as mulheres optarem por retirar as cutículas na hora de cuidar das unhas dos pés e das mãos. No entanto, é recomendável que as cutículas não sejam retiradas continuamente, pois são elas que fazem a proteção natural das unhas, impedindo a entrada de fungos e bactérias.

Elas são tão importantes que, às vezes, uma simples tirada de cutícula pode ocasionar o que os profissionais da saúde chamam de paroniquia, um processo inflamatório seguido de inchaço e vermelhidão, no qual a pele do canto das unhas fica inchada e com pus.

Sendo assim, se a sua opção for não retirar as cutículas para ter mais cuidados com as unhas, avise no salão a sua escolha de empurrar as cutículas para dentro, evitando futuros problemas de contaminação. Para manter sua cutícula sempre hidratada e saudável, existem produtos que podem lhe ajudar nesse cuidado também! Eles ajudam a retrair a cutícula, a fazer a unha crescer mais forte e protegida na hora de aplicar e retirar o esmalte.

Agora que você já conhece os principais cuidados com as unhas no salão, conte para nós, nos comentários, quais cuidados você tem diariamente para manter suas unhas lindas e saudáveis. E continue lendo sobre saúde e beleza das unhas em nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *